Frente Favela Brasil quer Rappin’ Hood no Senado

 

Antônio Luiz Júnior, o rapper Rappin’ Hood, 48, é provável candidato para o Senado, por São Paulo, com apoio da Frente Favela Brasil, embrião de um partido que está em processo de formalização, mas só será criado depois das eleições de 2018.

A Frente, que tem apoio de nomes como Lázaro Ramos e MV Bill, é uma das articulações do empreendedor Celso Ahayde, ligado à Cufa (Central Única de Favelas) e criador da Favela Holding, um grupo de empresas voltado para a população de baixa renda.

O objetivo em 2018 é apostar numa bancada em defesa de pretos e pobres no Congresso. O rapper (que começou sua carreira nos anos 80 e lançou “Sujeito Homem”, seu primeiro disco solo, em 2001) conversa com Rede, PSOL e PC do B. A ideia por ora é Senado, mas a decisão final será tomada em janeiro.